[Resenha] A mulher entre nós

'A mulher entre nós' é um suspense psicológico e que deixa a gente sem saber bem o que está acontecendo. Assim que você acha que entendeu, vem uma dúvida pra te deixar pensando o contrário. 
Ficha Técnica
Autoras: Greer Hendricks e Sarah Pekkanen
Editora: Paralela
Ano: 2018
Páginas: 352

Acompanhamos o casamento perfeito entre Nellie e Richard, que claro, não é tão perfeito assim. Os autores jogam com a nossa cabeça com esse relacionamento e nos confundem acerca de quem é de fato "verdadeiro" ali. Nellie na verdade se chama Vanessa e o seu marido é o único que a chama assim e acaba que Vanessa nunca foi Vanessa com ele. O marido lhe moldou de tal forma que ela acabou perdendo a sua personalidade. 
Ele esperava que eu o salvasse de si mesmo.
O casamento acaba, mas mesmo assim, as dúvidas sobre as razões e os porquês disso, pairam sobre nós. Em uma narrativa que traz o presente e o passado de Vanessa, nós nos perdemos em um emaranhado de situações que nos deixam em constante sentimento de dúvida. Agora Nellie precisa ver Richard com outra, mas ela não quer que isso aconteça. É ciúme, proteção a próxima, amor? Isso precisamos descobrir.

Uma obra que traz além do suspense, temas bem pesados, mas que precisam ser discutidos e analisados, como relacionamentos abusivos e violência psicológica. Nunca tinha lido uma trama parecida com esse, mas apesar de todas essas coisas boas, eu senti que faltou algo a mais pra que o livro fosse perfeito pra mim. 
Isso  parece irônico agora, porque eu só me cerquei de mentiras. Às vezes fico tentada a me render a elas. Deve ser mais simples assim, afundar na realidade alternativa que criei, como se fosse areia movediça. Desaparecer sob sua superfície.
O final apesar de ter me causado surpresa, achei que poderia ter sido melhor trabalhado. Acabei ficando com aquele sentimento de "era isso?" e isso não permitiu que a leitura fosse maravilhosa como eu acreditava que seria. Lembrando, claro, que isso foi o meu ver. Sei que muita gente amou e entendo o porquê disso. 
'Promete que as coisas não vão mais ficar ruins entre nós.' 'Prometo.' Foi a primeira promessa que ele me fez e não cumpriu. Porque as coisas ficaram ainda piores.
NOTA: 4,5/5 🌟