[Resenha] Alzheimer - A família, a doença

O livro escrito por Érico J. Santos traz uma leitura bem simples que conta os desafios de quem precisa lidar com o Mal de Alzheimer, doença incurável que afeta a memória e causa muitas confusões mentais para quem a tem. 
Ficha técnica
Autor: Érico J. Santos
Editora: Novo Século
Ano: 2017
Páginas: 160
Recebi esse livro como um presente, diretamente de quem trabalho com o autor e fiquei muito feliz de conhecer esse livro curtinho, mas que fala sobre um tema muito complicado que é a doença de Alzheimer. Esse é o segundo livro que leio que fala sobre os desafios enfrentados por esse mal e é sempre um tema que faz com que reflitamos, não só a doença, mas a nossa vida e o nosso redor. 

Érico, autor do livro, cuida de três pessoas que sofrem com a doença. Sua mãe, sua sogra e sua cunhada. Cada uma com o seu estágio de Alzheimer, então ele sabe o quanto é difícil para os familiares e amigos, conviverem com o drama de ver pessoas queridas perderem a memória, perderem a autonomia, não lembrarem dos próprios filhos... 


A doença de Alzheimer não escolhe classe social, não escolhe cor, não tem uma bandeira. O Alzheimer tem uma reação. Uma vez acontecendo no corpo humano, gera grandes mudanças de ordem financeira, emocional e intelectual.

O livro nos traz reflexões e até dicas de como lidar com quem sofre a doença. Que por vezes a pessoa vai insistir com uma coisa que não é e que a gente não deve contrariar, isso não ajuda. Érico mostra que os próximos devem aprender a entrar no Alzheimer, entrar no mundo desse mal junto com o doente. 

Recomendo a leitura desse livro, mesmo que você nunca tenha lido ou se aprofundado neste assunto. Ninguém está livre de um dia precisar conviver com esse mal e é bom entender como lidar e o que esperar com o avanço da doença. O mal de Alzheimer não tem cura, mas tem maneiras de viver com ele de uma forma que se sofra menos. 

Não podemos esquecer que o dia mais importante da nossa vida sempre será o dia de hoje.

NOTA: 4/5 🌟

Tecnologia do Blogger.