[Variedades] 5 melhores livros que li no primeiro semestre deste ano


Olá, seus bonitos! Como estão? Então, chegamos na metade do ano e resolvi colocar aqui os cinco melhores livros lidos até agora, o que foi bem complicado já que foram alguns tantos que ganharam meu coração de alguma forma, mas vamos lá...


Lily nem sempre teve uma vida fácil, mas isso nunca a impediu de trabalhar arduamente para conquistar a vida tão sonhada. Ela percorreu um longo caminho desde a infância, em uma cidadezinha no Maine: se formou em marketing, mudou para Boston e abriu a própria loja. Então, quando se sente atraída por um lindo neurocirurgião chamado Ryle Kincaid, tudo parece perfeito demais para ser verdade. Ryle é confiante, teimoso, talvez até um pouco arrogante. Ele também é sensível, brilhante e se sente atraído por Lily. Porém, sua grande aversão a relacionamentos é perturbadora. Além de estar sobrecarregada com as questões sobre seu novo relacionamento, Lily não consegue tirar Atlas Corrigan da cabeça — seu primeiro amor e a ligação com o passado que ela deixou para trás. Ele era seu protetor, alguém com quem tinha grande afinidade. Quando Atlas reaparece de repente, tudo que Lily construiu com Ryle fica em risco. Com um livro ousado e extremamente pessoal, Colleen Hoover conta uma história arrasadora, mas também inovadora, que não tem medo de discutir temas como abuso e violência doméstica. Uma narrativa inesquecível sobre um amor que custa caro demais.
É assim que acaba: Esse livro é um soco e literalmente acaba com a gente. Um tema forte, pesado, mas que precisa extremamente ser discutido e debatido. A violência doméstica aqui é o assunto e como a autora tratou essa temática é ótima, sensível e ao final do livro descobrimos que a autora viveu com isso e por isso, acredito, passou de forma delicada a sua mensagem. 


Considerado um clássico moderno desde sua publicação em 1996, o livro Clube da Luta consagrou Chuck Palahniuk como um dos mais importantes e criativos autores contemporâneos, além do próprio livro como um cânone da cultura pop. O livro que estava esgotado há anos volta às livrarias nessa caprichada edição.
O clube da luta é idealizado por Tyler Durden, que acha que encontrou uma maneira de viver fora dos limites da sociedade e das regras sem sentido. Mas o que está por vir de sua mente pode piorar muito daqui para frente.

 Clube da luta: De longe o livro mais doido e estranho que já tive a oportunidade de ler, mas apesar de toda a doideira o final do livro dá todo sentido que precisamos para chegar a conclusão de que o livro é considerado um clássico moderno, não atoa. Trama e personagens inesquecíveis. 


Esta é a inesquecível história de um cão que — após renascer várias vezes — imagina que haja uma razão para seu retorno, um propósito a cumprir, e que, enquanto não o alcançar, continuará renascendo. Narrado pelo próprio animal, Quatro vidas de um cachorro aborda a questão mais básica da vida: Por que estamos aqui?
Emocionante e com boas doses de humor, Quatro vidas de um cachorro é um livro para todas as idades, que mostra o olhar de um cão sobre o relacionamento entre as pessoas e os laços eternos entre os seres humanos e seus animais. Se você gostou de Marley & eu, vai adorar esta aventura que agora ganha as telas do cinema.

Quatro vidas de um cachorro: É se emocionar que você quer? Então aqui está o livro certeiro. Chorei tanto com esse cachorro que vocês não tem noção. Um livro que toca, sobretudo a quem já teve um animal querido. E o mais legal do livro é que ele é narrado pelo próprio cão e a gente se apaixona por ele.


 Nesse romance histórico, um testemunho da coragem daqueles que ousaram enfrentar o sistema da Alemanha nazista, o leitor será conduzido pelos horrores vividos dentro dos campos de concentração nazistas e verá que o amor não pode ser limitado por muros e cercas.
Lale Sokolov e Gita Fuhrmannova, dois judeus eslovacos, se conheceram em um dos mais terríveis lugares que a humanidade já viu: o campo de concentração e extermínio de Auschwitz, durante a Segunda Guerra Mundial. No campo, Lale foi incumbido de tatuar os números de série dos prisioneiros que chegavam trazidos pelos nazistas – literalmente marcando na pele das vítimas o que se tornaria um grande símbolo do Holocausto. Ainda que fosse acusado de compactuar com os carcereiros, Lale, no entanto, aproveitava sua posição privilegiada para ajudar outros prisioneiros, trocando joias e dinheiro por comida para mantê-los vivos e designando funções administrativas para poupar seus companheiros do trabalho braçal do campo.
Nesse ambiente, feito para destruir tudo o que tocasse, Lale e Gita viveram um amor proibido, permitindo-se viver mesmo sabendo que a morte era iminente.
O tatuador de Auschwitz: Gente, outro livro que emociona. Uma história real de um amor que conseguiu superar os horrores vividos em um campo de concentração. Imaginem isso! Um livro que nos mostra que o amor, ele realmente supera e dá forças. 


Três anos se passaram desde o assassinato da irmã mais velha de Alex Craft. Mas, como é de costume, a culpa sempre recai sobre a vítima e o assassino segue sua vida em liberdade.
Alex é uma menina forte e quer vingar sua irmã. Por isso, ela resolve atacar qualquer predador sexual que cruzar seu caminho e colocar a boca no mundo, usando a linguagem que conhece melhor: a linguagem da violência.
Mas o que aconteceu na noite do assassinato chama a atenção de Jack Fisher, o cara invejado por todos: atleta perfeito, que desfila de braço dado com a garota mais cobiçada. Ele deseja conhecer Alex profundamente. E, numa cidade pequena, onde todo mundo se conhece, esse repentino interesse vai desencadear uma série de crimes bárbaros.
Uma narrativa vibrante com cenas de grande impacto, A (r)evolução das mulheres é uma reflexão profunda sobre os abusos e estereótipos, que tiram a humanidade das mulheres. Mindy McGinnis nos mostra que as agressões perseguem a vida não só das vítimas, mas também daqueles que estão próximos a elas.
A (r)evolução das mulheres: Coloco esse na lista porque ele é chocante de uma forma que eu não esperava quando comecei esta leitura. Um livro que também possui uma temática forte e que causa impacto em nós e traz reflexões. 

Cada um desses livros é bem diferente entre si e talvez por isso os tenha escolhido entre os tantos que li para estarem nessa listinha pequena. Cada um deles deixou uma marca em mim e por isso resolvi compartilhar eles com vocês. Espero que tenham gostado e se forem ler algum ou tiverem uma opinião diferente, comentem aqui embaixo que vou adorar ler 💛



Tecnologia do Blogger.