27 maio 2018

[Resenha] Doce lar

'Doce lar' é um livro para quem gosta de clichê. O típico romance de Sessão da tarde, mas não pensem que falo isso como se os romances clichês fossem ruins, não mesmo. Eu gosto de ler clichês às vezes e esperava por isso quando comecei essa leitura. Clichês são tudo que precisamos de vez em quando. 
Ficha técnica
Autora: Tillie Cole
Editora: Essência
Ano: 2018
Páginas: 320
Molly Shakespeare, 20 anos, já está cursando seu mestrado em filosofia nos Estados Unidos. Ela deixou para trás o seu passado na Inglaterra e agora é nova na faculdade, mas tudo que ela quer é estar focada em seus estudos, porém tudo muda quando - pasmem aqui! - ela se choca com o astro do futebol americano nos corredores da instituição. 

Claro que Romeo Prince, rei do futebol e das mulheres à sua volta, se encanta pela jovem que esconde a sua beleza por trás dos óculos de grau. Bastante clichê, é claro que esse casal não vai ter um relacionamento tão fácil assim. Há obstáculos, começando por seus mundos totalmente diferentes e terminando pela ex do jogador, que passa a infernizar a vida deles. 
Bastou Romeu olhar uma vez para Julieta e seu destino estava selado. Talvez eu seja como meu homônimo, e você como o seu.
Esse foi meu primeiro contato com a autora e gostei bastante da sua escrita, que flui de forma fácil e leve. Adorei as referências a Shakespeare e ao mundo dos filósofos. E entendo que o grande clichê fazia parte da sua trama. Porém, eu tive problemas com a leitura desse livro por causa dos personagens. 

Rome é agressivo, possessivo e dominador e mais uma vez esses comportamentos são romantizados em um livro. Esses comportamentos, ao meu ver, não são sensuais e nem devem ser admirados. Romantizar essas atitudes me incomoda demais e por isso o livro foi uma decepção pra mim. O relacionamento central acaba sendo um tanto quanto abusivo, já que Molly se submete ao comportamento de Rome. A Molly é uma personagem tão inteligente e me decepciona que ela aja tão fragilmente e de forma tão submissa ao cara.
Ele havia se aproximado de mim inadvertidamente, como se eu fosse a gravidade atraindo-o para o chão.
O casal não me convenceu. O amor instantâneo, as briguinhas infantis... tudo isso não me agradou. Eu queria muito ter gostado da leitura, mas infelizmente isso não aconteceu. Mas lembrando que essa é a minha opinião e sei que tem muita gente que irá amar a trama. Se você gosta de romances clichês com pitadas hot e que se passam no ambiente universitário, tenho certeza que a sua opinião vai ser diferente da minha. Então, se sente vontade leia e depois me conte como foi pra você. 
Acredito que estudo e conhecimento emponderam as pessoas, e não dinheiro, status ou as roupas de marca que você usa.

Arquivo do blog

Recent

recentposts

Random

randomposts