[Resenha] Tudo e todas as coisas

Você pode imaginar como seria ter uma doença que não te permite ter contato com nada? Que você precisa viver presa dentro de sua própria casa e que tudo que ali entra precisa ser desinfetado? Deve ser bem difícil viver dessa forma, certo? Mas é assim que a protagonista, Madeline, vive.

Ficha técnica
Autora: Nicola Yoon
Editora: Novo Conceito
Ano: 2016
Páginas: 304
Maddy é uma jovem de 18 anos, que tem como companhia apenas sua mãe, a enfermeira e os livros. Tudo no seu quarto é branco e apenas os livros dão cor ao lugar. Maddy encontra nos livros as viagens que nunca poderá fazer, já que qualquer coisa na rua pode desencadear um ataque, causando até mesmo a sua morte. 

Como desde criança é assim que ela vê a vida, não sente de forma intensa vontade de poder viver lá fora. Ela não fica sonhando com coisas que jamais poderá passar. Estuda em casa, lê, tem noites de divertimento com a mãe e assim ela vai levando. Sua mãe é médica e se dedica a ela, quando não está no trabalho. Uma só tem a outra, desde que o pai e o irmão morreram em um acidente. 

Amar alguém tão profundamente quanto minha mãe me ama deve ser como viver com o coração do lado de fora do peito, sem nenhuma pele, ossos, nada para protegê-lo. Amar é horrível e perder um amor é ainda pior.
Mas essa calmaria, claro, foi remexida, assim que um caminhão de mudanças estaciona na casa vizinha e dele, sai uma nova família que viveria ali, tão perto. Maddy que observa da janela, vê dois jovens, a mãe e o pai. Madeline começa a observar a vida dos novos vizinhos e Olly, o jovem vai mudar a sua vida de uma maneira que ela nunca imaginou. 

Olly também analisa Maddy, e quando percebem estão trocando mensagens por e-mail e celular. Uma amizade cresce e com a ajuda da enfermeira, Madeline recebe a visita de Olly. Mas será que essa visita vai dar certo? Madeline vai resistir à sua rara doença?
Talvez não possamos prever tudo, mas podemos prever algumas coisas. Por exemplo, com toda a certeza eu vou me apaixonar pelo Olly. E é quase certo que isso será um desastre.
Esse é um livro bonito, que traz uma jovem que não pode viver como uma, mas que o coração decide se apaixonar mesmo que a cabeça lhe diga que isso não vai dar certo. Nos vemos envolvidos com o amor que cresce entre os dois. Torcemos por um milagre que cure a Maddy e que a deixe viver plenamente a sua história. 

Nicola Yoon escreve de forma leve e que flui de forma muito rápida e quando menos esperamos já concluímos a leitura. Uma estória fofa que nos cativa demais. O único ponto que não gostei tanto, foi do final. Esperava um final mais elaborado que valesse aquilo tudo pelo que Madeline passou. Entretanto, mesmo com esse ponto que não me agradou tanto, eu adorei essa leitura e recomendo para os fãs de um belo romance. 
A vida é um dom. Não se esqueça de vivê-la.

NOTA: 4/5  🌟