Resenha - Uma loucura discreta

Uma loucura discreta, Mindy McGinnis
Editora Plataforma 21, 2016






 Uau! Sinceramente, quando comecei a ler esse livro não imaginava o que me aguardava entre aquelas páginas. Me surpreendeu de uma maneira muito positiva.

 Grace Mae é uma jovem que foi trancafiada contra a sua vontade em um asilo para loucos, mas não, Grace não tem nada de insana (ou será que todo nós não temos?). A presença da jovem neste lugar, se dá para esconder uma gravidez indesejada. Em 1890, uma gravidez de mulher solteira não seria bem vista aos olhos da sociedade, ainda mais quando se descobre de quem é o filho que ela carrega no ventre (vou deixar esse suspense pra vocês).

 A moça sofreu muito e dentro dela há pesadelos que a assombram. Ela não emite uma só palavra há muito tempo. Tratada de forma sórdida dentro do lugar onde deveria ser um lugar de acolhimento, ela acaba perdendo o seu bebê, que mesmo que tivesse nascido vivo seria levado para longe afim de não ser uma mancha na sua família abastada. Grace num ataque de fúria ataca o seu médico e para ser castigada é trancafiada num porão imundo.

 Lá embaixo, um misterioso paciente que está ao lado da cela da jovem, consegue sentir através de seus aromas, os mais obscuros segredos de sua mente. Após as melhoras dos hematomas e ferimentos que lhe foram feitos, Grace será devolvida a sua casa, onde não quer ir, pois lá os pesadelos seriam bem piores. Com a ajuda desse paciente e de um médico que identifica que a mente da moça é muito ágil e pode lhe ser de grande ajuda, ela consegue escapar e o responsável pelo asilo para salvar a própria pele, dá a moça como morta para sua família. 



 Grace se vê livre daquele lugar e dos pesadelos que vivia em casa. É levada pelo doutor Tornhollow, para um outro asilo, mas nesse Grace é bem tratada e de forma alguma maltratada. Pode andar livre pelo local e encontra companhias agradáveis.
Junto ao doutor, ela pratica as habilidades de sua mente desvendando mistérios que corpos assassinados lhes revelam. Com o doutor, a jovem pode ser quem ela verdadeiramente é e assim eles criam uma amizade.

 Agora ela vive mais tranquila, entretanto em seu mais íntimo, ainda precisa lidar com os monstros que lhe assombram a alma. Grace ajuda as pessoas que morreram a encontrar quem fez isso à elas, quando um assassino mata prostitutas e ela não se contenta em apenas descobri-lo, ela enfrenta novamente os seus mais sinistros pesadelos. Como Grace vai passar por essa tempestade?

 A narrativa de Mindy McGinnis é excelente e seus personagens são cativantes. Uma história cheia de drama, suspense, investigações, amizades, pitadas de romances e tudo que poderíamos esperar numa trama. Uma loucura discreta nos revela aos poucos seus principais mistérios, dando aquele gostinho bom a quem o está lendo. Me vi naquela época e as amigas de Grace, insanas ou não, são amigas que eu adoraria ter. Uma narrativa envolvente que nos mostra que insanos e sãos nem sempre são tão diferentes assim. 

 Esse livro eu recomendo com muito gosto e espero que se alguém seguir por essa recomendação o adore assim como eu adorei. 


"Essa daí é tão fria quanto a água em que está mergulhada,
 que se infiltra em seus ossos e chega até sua alma.
 Não há nada de errado com seu cérebro. 
É o coração que não tem vida alguma."