Dicas - Rainha do Crime

 Quem aqui nunca ouviu falar sobre Agatha Christie? Conhecida como a rainha do crime, a escritora britânica ganhou seu grande destaque com seus livros de romance policial. 


 Nascida em 15 de setembro de 1890, com o nome Agatha Mary Clarissa Miller na Inglaterra, Reino Unido, terceira filha do casal, Frederick e Clara. Disse-se que a personalidade de Agatha foi herdada um pouco mais do seu lado materno. Sua mãe era uma mulher muito tímida. 

 Em 1896 se mudou com a família para a França onde teve sua educação toda em casa, com tutores e professores particulares. Aos 11 anos de idade seu pai faleceu e a partir daí, passou viajando por diversos países com a mãe. Aos 16 anos de idade, foi colocada em uma escola de aperfeiçoamento em Paris, onde teve destaque como cantora e pianista. (Quando talento! Queria um terço).

Foto rara de Agatha em sua infância

 No ano de 1912, a moça conhece Archibald Christie, piloto, com quem começa um intenso romance. 2 anos após se conhecerem, o casal se casa. Durante a Segunda Guerra, com seu marido lá, Agatha trabalha em um hospital e em uma farmácia, de onde certamente tirou influências para colocar em seus livros. Em 1919, dá a luz sua filha única, Rosalind.

Agatha e Archibald Christie

Com sua filha Rosalind

 No ano de 1926, a mãe falece e o seu marido lhe diz que quer se divorciar. Archibald declara que está apaixonado por outra mulher. O marido decide que vai passar o fim de semana com a amante, quando retorna a casa, Agatha está sumida. O episódio do desaparecimento de Agatha foi destaque nas emissoras de televisão. Aviões foram disponibilizados para a busca. O carro foi deixado à beira de um lago, com os faróis ligados e com os pertences de Agatha lá dentro. Onze dias após o desaparecimento se descobriu o paradeiro dela, que estava hospedada em um hotel com o nome da amante de seu marido.  
 Várias suposições foram feitas sobre o que a levara a fazer esse falso desaparecimento. Alguns acreditam na boa e velha, jogada de marketing e outros acreditam que o que ela queria era uma vingança contra o marido. O certo é que só Agatha, poderia dizer o que à levou a cometer essa “aventura”.

 Depois desse sumiço, o casal ainda leva dois anos até consumar o divórcio. No ano de 1930,  ela se casa novamente com Max Mallowan, que conheceu no Egito e que era 14 anos mais jovem que ela. Entretanto, permaneceu com o sobrenome Christie, como era celebrizada pelos seus leitores. 

Agatha e seu segundo marido, Max Mallowan

 Na carreira de escritora, seu auge chegou em 1934 com o livro O assassinato no Expresso Oriente que teve sua adaptação para o cinema, teatro e TV em várias ocasiões. 


 Os seus livros com o personagem Hercule Poirot se tornaram icônicos. O último livro com esse personagem foi publicado em 1975, pois Agatha não se sentia disposta a escrever. Um mês após, a escritora veio a falecer, em 12 de janeiro de 1976. 

 Em seus 56 anos de carreira foram 80 livros escritos. A autora mais publicada de todos os tempos, sendo somente ultrapassada pela Bíblia e por Shakespeare. Até hoje os livros de Agatha Christie são um sucesso entre os amantes da literatura e ninguém tem dúvida de que ela é realmente uma rainha. Seus livros transcendem os anos e anos que já se passaram. Seus livros seguem sendo vendidos e sua fama nunca esmoreceu. 

 É ou não é uma rainha? 


Por Roberta Muniz

Tecnologia do Blogger.