[Resenha] Ainda sou eu

Ainda sou eu é o terceiro livro que dá sequencia ao aclamado Como eu era antes de você e o nem tão adorado, Depois de você. Todos conhecem a história de Lou e Will, que começou de uma maneira bem peculiar e acabou destroçando os leitores no final e arrebatou um grande número de fãs. Mas Jojo Moyes resolveu escrever uma continuação que nem todo mundo gostou (eu gostei), mas nesse segundo livro ela deixou o final aberto sugerindo um terceiro livro e ele veio.

Ficha técnica
Autora: Jojo Moyes 
Editora: Intrínseca
Ano: 2018
Páginas: 400
No terceiro livro da trilogia, Lou vive uma nova fase de sua vida. Deixou a Inglaterra e agora é residente dos Estados Unidos e com um trabalho novo. Louisa foi contratada por uma família cheia de grana e a tarefa dela é ser acompanhante da esposa do ricaço, Gopnik. A família dos Gopnik mesmo com bastante dinheiro tem vários problemas que acabarão respingando na protagonista. 

Louisa apesar do estranhamento inicial, se habitua com o estilo de vida de seus patrões novos, que quando saem de casa já tem uma limusine esperando (chique, não?). Porém a ida para o outro lado do Atlântico trouxe alguns problemas. Louisa deixou seu namorado, Sam, e essa distância causa alguns estremecimentos na relação. Será que a distância vai acabar com o amor dos dois?

"— Sabe, com um vestido desses, você precisa ter confiança.
— O quê?
— Tem que assumi-lo. Manter a cabeça erguida. Fingir que não liga a mínima.
Ela me encarou.
— Um amigo me disse isso uma vez. O homem para quem eu costumava trabalhar. Ele me disse para vestir minhas pernas listradas com orgulho."
Posso dizer que adorei a leitura desse livro. Me diverti com a Lou de uma maneira tão boa que assim que acabei a leitura já senti uma saudade imensa dessa personagem. Além disso, esse livro traz um amadurecimento, não só da Louisa, mas de muitos personagens ao redor dela. 

Apesar de esse já ser o terceiro livro, a todo momento o Will se faz presente, nos pensamentos de Lou e por trechos de cartas que ele enviou à mãe quando viveu em Nova Iorque. Percebemos o quanto ele mudou a vida dela e como ela pôde aos poucos amadurecer levando o que Will Traynor lhe disse. 

Naquela noite sonhei com Will. Raramente eu sonhava com ele – e isso tinha sido uma fonte de tristeza no início, quando eu sentia tanto a falta dele que parecia que alguém tinha aberto um buraco dentro de mim.
Algumas pessoas têm receio de ler este livro por terem se decepcionado com o segundo, que eu categorizo como apenas 'bom', mas esse com certeza entra na categoria 'ótimo'. Leiam, sem medo. O que faltou no segundo a Jojo trouxe nessa belezura. 

Os rumos que a autora deu para os personagens e para a vida deles, me satisfez bastante e não sei se é porque estou virada em uma manteiga derretida, mas também soltei lágrimas neste volume da trilogia. Assim que acabei a leitura fiquei com aquela saudade, sabe? Entendo agora a lógica de Jojo para criar uma trilogia, sendo Depois de você: a superação e Ainda sou eu: uma reconstrução. Lou, você vai deixar saudades. E Will, obrigada por nunca ter, de fato, abandonado a nossa Lou.

Pensei em como somos moldados pelas pessoas que nos cercam e como precisamos ser cuidadosos ao escolhê-las exatamente por esse motivo. Então pensei também que, apesar de tudo, no fim talvez seja necessário perder todas elas para de fato descobrirmos quem somos.
Nota: 4,8/5 🌟
Tecnologia do Blogger.